" Ignorar a verdade foi pior do que a mentira."

Sinopse: Darcy Patel escreveu seu primeiro livro em um mês. Não muito tempo depois, se mudou para Nova York, para realizar o sonho de viver de escrever. Lizzie se prepara para mais uma viagem de avião, até terroristas invadirem o aeroporto e começarem a atirar em todos. Desesperada, Lizzie se joga no chão. Eu estou morta, eu estou morta... No fim, está tão convencida de pertencer ao lugar dos mortos que acaba atravessando a fronteira do além-mundo. Darcy criou Lizzie. A menina de Além-mundos é sua protagonista. Enquanto Lizzie se vê cada vez mais envolvida nos assuntos dos mortos e do submundo, Darcy luta para se manter no paraíso do YA, na Big Apple, e quanto mais Darcy aprende e amadurece, mais a história de Lizzie também cresce. Ou seria o contrário? Sempre atravessando as barreiras entre-mundos, as duas irão se redescobrir, se reescrever e explorar os infinitos mundos dentro de si mesma.


"Enquanto lembrarmos de algo, ela nunca desaparece por completo."

O livro conta duas histórias, uma de Darcy a autora de Além- Mundos e a outra narra a vida de Lizzie que foi criada por Darcy. O livro tem um dinâmica bem interessante, o capítulos são divididos entre Lizzie e Darcy, ou seja, um capítulo e sobre a vida de Darcy e outra sobre a de Lizzie. Pode parecer confuso, mas por incrível que pareça não é. Lizzie pode ver espíritos, depois de ter um experiência quase morte por conta de um ataque terrorista no aeroporto, ela é transportada para um outra dimensão onde consegue ver é interagir com espíritos. Nessa dimensão ela encontra Yamaraj um rapaz indiano que se diz ser um psicopompos assim como Lizzie, assustada e confusa com esse novo “poder”, ela pede ajuda a Yama para que ele a ajude a entender e controlar esse poderes, so que eles acabam se apaixonando é isso não é nada bom.

" Mas eu não poderia esperar por ele. Não cem anos, nem cem dias. Desde quando o amor não era algo que precisava de pressa?"

A história de Darcy e basicamente sobre como ela conseguiu um contrato de publicação do seu livro e a sua ida para NY que é o lar dos escritores. Para quem pretende publicar um livro a história de Darcy e perfeita, porque ela cita tudo, como é escrever um livro, como funciona o processo de publicação e etc. O livro e muito interessante e viciante, tanto a história de Darcy quanto a de Lizzie. Eu adorei, Recomendo.

Classificação:



2 Comentários

  1. Oi Anna, tudo jóia?
    Quem leu Feios, Leviatã ou Os primeiros dias sabe como é a escrita de Scott: cativante, esperta, precisa e viciante. E quem correu para ler Além-mundos esperando por isto pode ter se decepcionado um pouco, como foi o meu caso. No começo, eu sequer diria que este tinha sido um livro escrito pelo Westerfeld, não reconhecia nada dele ali. Então eu esperei um tempo e fiquei remoendo as histórias na minha cabeça, em segundo plano, enquanto lia outros livros.
    Scott teve uma idéia e acreditou nela, assim como sua personagem Darcy, e assim nasceu Além-mundos. Nesse sentido, Scott se superou com certeza e entregou uma história que, como ele nos quis fazer acreditar, poderia ter sido escrita por uma adolescente.
    Mas não é o livro de entrada que eu recomendaria para quem quer começar a ler Westerfeld, não sei ao certo se eu sequer recomendaria...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Esse foi meu primeiro livro do autor, então não tinha nenhuma referencia para comparar por isso gostei da historia. Não sei se vou ler outra obra do autor pois não me interessei por nenhum...

    Beijos

    ResponderExcluir