"Não sei se alguém sabe o que procura até encontrar."

Sinopse: Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais. Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.



Comecei a ler esse livro com baixa expectativa pois li varias resenhas negativas sobre a história,mas mesmo assim decidi ler para tirar minha própria conclusão.
Confesso que no começo odiei a Eadlyn,ela é mimada,prepotente,se acha superior e acha que todos tem a obrigação de se submeter a sua vontade. De cara você vê que ela não tem nada haver com os pais. Mas com a seleção Eadlyn começa se mostrar mais humana,mas sempre com um pouco de arrogância.
Para ser sincera gostei mais dos personagens secundários ( como Kile, Henri, Erik, Hale, Ahren e etc.) do que a própria Eadlyn,não que eu não goste dela,mas minha relação com a princesa e de amor e ódio. As vezes ela e um amor mas avezes é um ''pé no saco''. Adorei ver Maxon e America de novo eles continuam perdidamente apaixonados um pelo  outro,a momentos em que Eadlyn fala sobre o relacionamento dos dois que te faz sentir aquela saudade de A seleção.
Mas o livro em si e muito bom, a história me conquistou nos últimos capítulos é já estou ansiosa pela continuação.


Deixe um comentário